Voo cancelado: o que fazer nessas situações?

Infelizmente, no Brasil ainda é tão comum ter problemas no transporte aéreo, que certas pessoas acham normal ter um voo cancelado. Mas essa situação é muito chata e cansativa, além de nos fazer faltar compromissos, o que pode significar perder dinheiro, ai a coisa fica mais séria, não é mesmo?

Para evitar sair no prejuízo, é preciso conhecer seus direitos e saber como acioná-los quando necessário. Afinal, algumas empresas são costumeiras em desrespeitar as leis e os consumidores de seus serviços. Então, veja agora o que você pode receber e o que precisa fazer em caso de voo cancelado. Confira!

Quais são os direitos dos passageiros?

Desde 2010, as companhias aéreas precisam seguir algumas regras em relação às situações de cancelamento, uma das queixas mais comuns entre os clientes. Primeiro, elas precisam avisar quando o voo está atrasado, por qual motivo e a previsão de partida, para que as pessoas possam se organizar.

Se o atraso for maior que uma hora, a empresa precisa providenciar internet e telefone para os passageiros. Mais de duas horas, é necessário oferecer voucher para refeições de qualidade. Já se o atraso for superior a 4 horas, deve oferecer transporte de volta para casa ou, se preciso, disponibilizar acomodação em um local adequado. Também, ela é obrigada a tentar embarcar os passageiros em outros voos da mesma ou de outras empresas.

Existe outra opção de ressarcimento?

A pessoa não é obrigada a aceitar a proposta da companhia aérea, se ela não desejar ficar em um hotel ou viajar em outra empresa, é possível pedir a devolução do valor pago pela passagem com a taxa de embarque. Isso é possível tanto em cancelamentos de voo como em atrasos maiores que 4 horas. A lei manda que as companhias aéreas arquem com os prejuízos provocados pelo atraso ou voo cancelado, independentemente do motivo, mesmo que seja por mudanças climáticas.

Contudo, deve-se ficar atenta porque essa é o que determina a legislação brasileira, então, se você estiver em outro país o procedimento pode ser outro. Em locais como Europa e Estados Unidos, se um problema climático impedir um voo, é o passageiro quem deve assumir os gastos com alimentação e hospedagem.

O que fazer em caso de voo cancelado?

O primeiro passo é registrar todas as informações relacionadas ao voo e o cancelamento. Por isso, guarde as passagens, depois, fotografe o painel anunciando o voo cancelado ou atrasado. Se você não receber alimentação, faça suas refeições e mantenha todos as notas fiscais das suas despesas, assim como algum comprovante do que a empresa oferecer.

Você terá algumas opções:

  • reembolso integral;
  • remarcação do voo;
  • embarque em outro voo;
  • hospedagem ou transporte;
  • viajar por outro transporte, quando for próximo do aeroporto de destino.

Caso seu voo seja cancelado, solicite auxílio de um atendente da companhia aérea e se ele se negar, peça para chamar o supervisor. Ele deve apresentar as soluções disponíveis, se elas não forem convenientes para você, exija outra melhor. Seja educada, mas firme, as empresas costumam negar os primeiros pedidos. Se mesmo assim seu problema não for resolvido, entre em contato com a justiça ou com uma consultoria especializada em problemas com companhias aéreas.

Fique atenta! Se você teve um voo cancelado, guarde todos os comprovantes e tire fotos do que for importante. Corra atrás dos seus direitos, isso é mais fácil e seguro do que você imagina e significa muito para que esses erros não continuem acontecendo. Afinal, passagens aéreas no Brasil não são muito baratas e os passageiros devem ser respeitados.

Se você também teve alguma situação ruim com um cancelamento de voo, deixe seu comentário e compartilhe sua experiência conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *