Empreendedorismo feminino: ideias e casos de sucesso

O empreendedorismo feminino está aos poucos alcançando o status que merece. Afinal, as mulheres são responsáveis por quase metade dos negócios abertos no Brasil.

Para muitas, essa é uma maneira de ter independência financeira, mas também, uma forma de empoderamento, em um ambiente ainda machista e que impõe grandes desafios para as empresárias.

Veremos agora a situação atual do empreendedorismo feminino e quais os principais obstáculos a serem vencidos. Confira!

Representatividade do empreendedorismo feminino

Segundo uma pesquisa do Serasa Experian, são 5 milhões de empresárias ou 43% do total. Contudo, nas grandes corporações, o percentual de sócias cai para 0,2%. O que revela que os altos escalões são, em grande número, reservado para os homens.

 

Logo, a principal faixa de atuação das mulheres está entre as microempreendedoras individuais (MEI) e as micro e pequenas empresas. Mesmo assim, essa participação não para de aumentar e está mais igualitária, mas é preciso muita coragem e determinação para superar as dificuldades.

Referências de empreendedoras no Brasil

Em nosso país, temos muitos exemplos de mulheres de sucesso, que conseguiram realizar seus objetivos e levar suas empresas aos altos patamares do mundo corporativo.

 

Veremos algumas dessas empreendedoras que são exemplos no Brasil.

Luiza Helena Trajano

Na década de 1990, Luiza assumiu a presidência do negócio fundado por seus tios e tratou da ampliação das lojas e do crescimento da marca. Ela criou a rede Magazine Luiza, que conta com mais de 700 lojas em 16 estados e que foi pioneira no e-commerce brasileiro.

Luiza-Helena-Trajano

Reconhecida no mundo dos negócios, ela apareceu no top 3 da lista de empreendedoras mais poderosas do Brasil, feita pela revista Forbes. Dona de uma fortuna de cerca de R$ 1 bilhão, é grande defensora da posição feminina em cargos de liderança.

Sarah e Julinha Lazaretti

As irmãs criaram, em 1993, a empresa Alergoshop, especial para quem sofre com alergias. Julinha fazia mestrado nessa área, enquanto Sarah tentava encontrar produtos que resolvessem os problemas alérgicos de sua filha, assim, perceberam juntas um espaço para empreender.

sarah e julinha larazetti

Elas foram pioneiras no setor e hoje a empresa é referência na área médica, contando com cerca de 280 produtos, em várias lojas e pontos de venda no formato de franquia, além da loja virtual.

Zica Assis

Antes de criar o Instituto Beleza Natural, essa guerreira já foi babá, faxineira e empregada doméstica. Insatisfeita com os produtos disponíveis no mercado para cabelos cacheados, após terminar um curso de cabeleireira, começou a testar e criar produtos especialmente para tratar os cachos.

zica assis

 

Com o sucesso das fórmulas, ela viu a oportunidade e abriu seu primeiro salão, com mais três sócios. Hoje, ela possui diversas filiais e produtos dedicados a cuidar dos cabelos crespos.

Desafios para quem deseja empreender

As mulheres no Brasil têm mais tempo de estudo que os homens, além de se capacitarem mais com cursos e seminários. Contudo, é preciso vencer as barreiras do preconceito e não ter medo de assumir riscos e ocupar as posições de comando. Se uma ideia parece boa, ela deve ser tentada e respeitada de acordo com seus méritos, independentemente do gênero.

 

Outro fator, é que muitas empreendedoras também são mães e precisam cuidar da casa. Logo, é preciso foco, determinação e coragem para aliar tarefas, persistir e quebrar algumas ideias, que são propagadas como regras há muitos anos. O importante é se sentir realizada e não se abater por críticas.

 

Apesar de o cenário ainda ser hostil, o empreendedorismo feminino têm mostrado um bom crescimento. São muitas mulheres preparadas, organizadas e dispostas a manterem suas empresas em funcionamento. É preciso acreditar e seguir em frente, sem medo dos desafios e dos percalços que podem aparecer.

 

Se você tem uma história inspiradora ou quer compartilhar suas opiniões, deixe um comentário no post, estamos ansiosas pelo seu contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *